A má imagem projectada para o exterior através das enxurradas e dos fogos na RAM

Não será propriamente necessário consultar quaisquer dados estatísticos para se perceber que a Internet nos últimos anos, através das redes sociais, é responsável pela conquista da mais elevada carteira de “fregueses” espalhados por todo o globo. É também, sem dúvida, o meio de comunicação que aumentou radicalmente, não só a capacidade de informação ao dispor dos seus utilizadores, como também a eficácia e a rapidez com que os conteúdos são garantidos ao destino. Acabou-se a Era dos sábios e dos cultos! Hoje, qualquer indivíduo, mesmo sendo através de um telemóvel barato, consegue aceder perfeitamente a uma vasta quantidade de informação sem que para tal necessite de formação específica e que para isso até está isento de qualquer custo adicional. É pena que da parte de alguns docentes/responsáveis pelo ensino, em alguns sectores da educação, ainda se resista demasiado a esta realidade… Os benefícios que este fenómeno revolucionário dispõe, que muito tem prendido multidões ao pequeno ecrã, são inúmeros. No entanto, e como dizia a Rebecca: “não há bela sem senão!” O lado negativo desta realidade é também devastador…

 

A louvada liberdade de expressão permite, infelizmente, que se passe para o exterior, com velocidade da luz, aquela imagem medíocre, pouco proveitosa e desnecessária, que vai contra os objectivos de uma Região que tem no turismo como uma das maiores fatias de recursos internos que podem garantir de forma sustentável a sobrevivência de um povo insular que cada vez menos irá depender de dinheiros externos.

 

No corrente ano; as enxurradas do 20 de Fevereiro; os fogos do mês de Agosto; a queda das bananeiras no Porto Santo, e agora, o medo de avistar um aumento no caudal das ribeiras devido a um fenómeno natural, em épocas de Outono/Inverno, chamado de precipitação, está a ser demasiadamente exposto. Tudo isto, projectado através de fotos e vídeos para esse mundo fora, espelha o estado ingénuo e deprimido em que se encontra a população residente neste cantinho do céu. Oculta a beleza que esta ilha proporciona através do seu excelente cenário paisagístico e esconde a pureza saudável que aqui se pode respirar durante todo o ano…

 

Os prejuízos que algumas águas podem causar, devido a possíveis transbordos dos seus percursos, são acontecimentos normais e são apenas erros que temos de corrigir. A prevenção de fogos no Verão é tudo uma questão de educação!...

 

O turismo nunca esteve, nem está teso! As publicidades vergonhosas que fazemos passar da nossa terra é que os assustam!..     

publicado por qvieira às 22:14 | link do post