Quinta-feira, 12.03.09

ACORDO ORTOGRÁFICO LUSO-ANGOLANO

Abreviatura- acto de abrir um carro
Açucareiro- revendedor de açúcar que vende a preços elevados
Alopatia- fazer um telefonema à tia
Amador- o mesmo que masoquista
Barbicha- bar para homossexuais
Canguru- líder espiritual para cães
Catálogo- acto de apanhar coisas rapidamente
Combustão- mulher com peito muito grande
Compulsão- qualquer pessoa que tenha um pulso grande
Depressão- espécie de panela angustiada
Destilado- aquilo que não está do lado de lá
Detergente- acto de prender indivíduos suspeitos
Esfera- animal feroz amansado
Evento- constatação de que realmente é vento
Fornecedor- empresário do ramo dos masoquistas
Homossexual- detergente para lavar as partes íntimas
Leilão- A Leila, mas com mais de 2 metros de altura
Karma- expressão utilizada para evitar o pânico
Novamente- indivíduos que renovam a sua forma de pensar
Obscuro- tampão na versão cor preta
Psicopata- veterinário especialista em doenças mentais da fêmea do pato
Quartzo- partze ou aposentzo de um apartamentzo
Rodapé- aquele que tinha carro, mas agora anda a pé
Sexólogo- sexo apressado
Simpatia- concordando com a irmã da mãe ou do pai
Talento- característica alentejana
Típica- o que o mosquito te faz
Vidente- dentista contando o seu dia de trabalho
Viúva- acto de ver a uva
Zoológico- reunião de animais racionais

(Fonte desconhecida)

publicado por qvieira às 23:06 | link do post | comentar | ver comentários (1)
Quinta-feira, 15.05.08

Em bom Português!

Tava o vendeiro ao paleio com o vadio do vilão quando ouviu uma zoada.
Era a água de giro. O buzico do levadeiro que vinha mercar palhetes à
venda, vinha às carreiras e às parafitas com bizalho. Dá-lhe uma
cangueira, trompicou no matulhão do vilão. Bate cas ventas no lanço
e esmegalha a pucra.

 

O vilão dá-lhe uma reina vai a cima dele para lhe dar uma relampada,
patinha uma poia. Ficou todo sovento. O vendeiro dá-lhe uma rezonda
por ele querer malhar num bizalho dum pequeno. Vem o levadeiro, e, ao
ver o vassola, que anda à gosma e a encher o pampulho à custa dos
outros, a ferrar com o filho, fica variado do miolo e diz-lhe umas.

 

O vilão atazanado, atremou mal e pensou que ele lhe tinha chamado de
chibarro, ficou alcançado, deu-lhe uma rabanada e foi embora todo
esfrancelhado. O levadeiro ficou mais que azoigado mas lá foi
desatupir a levada. O piquene chegou a casa todo sentido, com um
mamulhão.

 

A mãe que é uma rabugenta mas abica-se por ele, ao vê-lo
todo ementado, deu-lhe um chá que era uma água mijoca, pensando que
canalha é mesmo assim, mas, como ele não arribava, antes continuava
olheirento, entujado e da forrica foi curar do bucho virado e do
olhado. O busico arribou e até já anda a saltar poios de bananeiras na
Fajã.
 

sinto-me:
publicado por qvieira às 18:07 | link do post | comentar
Related Posts with Thumbnails
Related Posts with Thumbnails

mais sobre mim

pesquisar neste blog

 

Novembro 2016

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30

posts recentes

Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!

arquivos

tags

participar

twitter icons

subscrever feeds

blogs SAPO