Quinta-feira, 21.10.10

A má imagem projectada para o exterior através das enxurradas e dos fogos na RAM

Não será propriamente necessário consultar quaisquer dados estatísticos para se perceber que a Internet nos últimos anos, através das redes sociais, é responsável pela conquista da mais elevada carteira de “fregueses” espalhados por todo o globo. É também, sem dúvida, o meio de comunicação que aumentou radicalmente, não só a capacidade de informação ao dispor dos seus utilizadores, como também a eficácia e a rapidez com que os conteúdos são garantidos ao destino. Acabou-se a Era dos sábios e dos cultos! Hoje, qualquer indivíduo, mesmo sendo através de um telemóvel barato, consegue aceder perfeitamente a uma vasta quantidade de informação sem que para tal necessite de formação específica e que para isso até está isento de qualquer custo adicional. É pena que da parte de alguns docentes/responsáveis pelo ensino, em alguns sectores da educação, ainda se resista demasiado a esta realidade… Os benefícios que este fenómeno revolucionário dispõe, que muito tem prendido multidões ao pequeno ecrã, são inúmeros. No entanto, e como dizia a Rebecca: “não há bela sem senão!” O lado negativo desta realidade é também devastador…

 

A louvada liberdade de expressão permite, infelizmente, que se passe para o exterior, com velocidade da luz, aquela imagem medíocre, pouco proveitosa e desnecessária, que vai contra os objectivos de uma Região que tem no turismo como uma das maiores fatias de recursos internos que podem garantir de forma sustentável a sobrevivência de um povo insular que cada vez menos irá depender de dinheiros externos.

 

No corrente ano; as enxurradas do 20 de Fevereiro; os fogos do mês de Agosto; a queda das bananeiras no Porto Santo, e agora, o medo de avistar um aumento no caudal das ribeiras devido a um fenómeno natural, em épocas de Outono/Inverno, chamado de precipitação, está a ser demasiadamente exposto. Tudo isto, projectado através de fotos e vídeos para esse mundo fora, espelha o estado ingénuo e deprimido em que se encontra a população residente neste cantinho do céu. Oculta a beleza que esta ilha proporciona através do seu excelente cenário paisagístico e esconde a pureza saudável que aqui se pode respirar durante todo o ano…

 

Os prejuízos que algumas águas podem causar, devido a possíveis transbordos dos seus percursos, são acontecimentos normais e são apenas erros que temos de corrigir. A prevenção de fogos no Verão é tudo uma questão de educação!...

 

O turismo nunca esteve, nem está teso! As publicidades vergonhosas que fazemos passar da nossa terra é que os assustam!..     

publicado por qvieira às 22:14 | link do post | comentar
Sábado, 10.07.10

Estádio do marítimo

Aquele que, no início, seria um projecto de turismo desportivo, e que por motivos alheios aos princípios a acautelar pela instituição, acabou por se extinguir. Aquele que, na altura, deixou comovida e escandalizada toda a massa associativa verde-rubra, dizendo-se traída pelas deslealdades derivadas da não cedência de terrenos por parte dos seus proprietários, que previamente por acordo e em fase de estudo, haviam prometido. Deixando, desta forma, clara suspeita de haverem sujeitos iludidos pela esfera do oportunismo mascarados de adeptos do clube. O imbróglio escandaloso criado à volta desta matéria e que tão mal ficou na fotografia, acabou por conduzir a preponderada promessa política à migração urgente do projecto para outros recursos alternativos. A sucedida novela, repleta de cenas dos próximos capítulos, para além de dividir adeptos do clube e cores políticas partidárias, misturou uma coisa com a outra. Toda esta sopa de agrião mal lavado acabou por conduzir à lógica prorrogação da conclusão da prenda centenária, prometida pelo governo ao clube. Ganhando, assim, a possibilidade de uma espécie de inauguração extraordinária que acompanhará as festividades do aniversário e que acontecerá, claro, antes da conclusão das obras. Acaba, também, a referida sopa, por colidir a execução dos trabalhos de investimento volumoso com a maldita crise que o país e a região atravessam, pondo em causa a aceitação da medida por parte dos madeirenses, nomeadamente os que vivem a situação de F grande, que podem ser mais dos que se possam imaginar...

 

Havendo a hipótese da provável implementação, por parte do governo, de portagens na via-rápida, que une a ilha toda, e de um aumento significativo no preço das entradas nos respectivos jogos, acabarão por ser os adeptos a pagar todo o desperdício acima descrito a dobrar! Foda-se…

 

 

Fotos da construção alternativa ao projecto: "Turismo desportivo"- Barreiros

 

 

 

Artigo criado ao abrigo da rubrica:

 

publicado por qvieira às 13:58 | link do post | comentar
Sexta-feira, 25.06.10

O PEC, as portagens e a regra das proporcionalidades

À medida que sobem as taxas de desemprego a diminuição do poder de compra dos portugueses logicamente tende também a aumentar. A recente intenção dos ilustres tutores do pacto de estabilidade e crescimento passará pelo pagamento de portagens nalgumas auto-estradas, as denominadas por SCUT, que levará a um inevitável aumento das despesas dos seus utentes, que passarão a ser designados por portugueses de 3ª. Contribuirá também para o isolamento das populações, desta forma aumentando a temível exclusão social, e assim, abrindo-se uma porta para os conflitos civis. Depois, claro, salve-se quem puder. Ora, um burro aqui a tentar perceber o fundamento desta irrealista aplicação, criada por ditos célebres peritos da gestão, quando está à vista de todos que se continuam com atitudes bizarras, destas, daqui a pouco entregam o país ao dono!...

 

Que o tio Alberto nos livre dessa bixanice aqui na Madeira!!!  

publicado por qvieira às 03:18 | link do post | comentar
Sábado, 12.06.10

Crise mundial de futebol-2010

Debaixo da forte probabilidade do argumento abaixo vir tornar-se em mais um daqueles desvaneios que apenas espelham a impressão moral do narrador, e inclinando o nevoeirento raciocínio para uma espécie de “lógica da batata”, atrevo-me inquietamente em manifestar-me, perante a notável e iminente “falta de pica” instalada no ego dos portugueses, face ao agora iniciado mundial de futebol na África do Sul.

 

A expectativa, a ansiedade, tudo aquilo a que estávamos habituados a sentir no imediato que antecede os campeonatos do mundo, de outros tempos, submeteu-se a climas de medo, submeteu-se à mistura de política doentia com desporto opulento, recheados de engraxamento ao capitalismo. A suposta euforia entendida como normal para esta época, perante os factos, esvaiu-se em traumas carregados de incertezas face à realidade do presente e à especulação vindoura. É verdade, a peneira disfarça mas não tapa o sol. É também notável que na própria comunicação social existe uma diminuição na cobertura desta já decorrente porfia futebolística. Ou será apenas sensação minha, ou anda tudo com “falta de teson”!...

 

Desta forma, os eufóricos festivais repletos de autenticidade e de alegria desportiva, que unem raças e que proporcionam um mês de elevado grau de adrenalina, têm efectivamente vindo a perder terreno. As mentes depressivas, resultantes da negra realidade, tornaram o povo pessimista. A crise económica, a situação que o país atravessa, junta-se ao receio de que possa estar o governo a preparar outro “caldo fiscal” para implementar em altura que estejam desviadas atenções. A suspeita é elevada, o passado recente já comprovou tal verdade. Povo enganado!... Viva a crise! Vivam as vuvuzelas! Viva Portugal!...

 

 

 

publicado por qvieira às 15:24 | link do post | comentar
Sexta-feira, 30.04.10

Fórmula realista do Programa de Estabilidade e Crescimento (PEC)

Abrir parênteses: A soma, das falências sucessivas, da falta de trabalho, da estrondosa dívida externa do país, do défice depressivo, do aumento da pobreza, é igual à implementação do PEC (Programa de Estabilidade e Crescimento), vezes, o espelho da competência e bom senso político hereditário, elevado aos cortes que retiram o acesso, para muitos, à primeira necessidade, ao incentivo ao abstracto e impossível, a dividir pelo engraxamento ao capitalismo, é igual ao país bater no fundo antes de 2013. Fechar parênteses.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado por qvieira às 12:22 | link do post | comentar
Sábado, 31.10.09

Conspiração empreendedora... que mania!...

 

qvieira: "reflexões crónicas"

 

Em épocas de recessão económica, de instabilidade profissional e financeira, de maieriqu9fice política, de omissão dos “cacaus” oriundos de Bruxelas (o tal objectivo2) e em épocas dos insolentes cérebros depressivos, o - apoio monetário - por parte das instituições detentoras dos tais fundos, ao dispor de propostas, com vista o incentivo ao empreendedor, estimula em particular os mais ambiciosos em situação de F grande, à elaboração da pirâmide estratégica, hierárquica, responsável outrora pelos grisalhos de Maslow, na esperança que o abanar da árvore converta-se em orvalho de maná  e que o nevoeiro político lendário, repleto de codornizes, nos devolva El Rei D. Sebastião…

Após um cuidadoso estudo de mercado adaptado à realidade Regional e tendo em conta as necessidades do público-alvo, resultante dessa diligência e uma vez exposto à situação de hipnotize ortogonal, perante a actualidade vergonhosa atenta às medíocres, impotentes, notícias institucionais, concluímos que: o plano em acção deverá suavizar os climas de expectativa depressiva, moldando-se à envolvente de nervosismo nostálgico, da clientela, e que o produto vá de encontro à prevenção e combate da possibilidade pandémica de stress’s…

 

 

 

Existe sempre uma alternativa: aqui

 

publicado por qvieira às 01:52 | link do post | comentar
Terça-feira, 15.09.09

Marítimo da Madeira Futebol SAD

"Actualmente com cerca de 24 mil sócios inscritos sendo que no entanto apenas 1/3 têm as quotas em dia", o Clube Sport Marítimo, com as novas infra-estruturas, nomeadamente o complexo desportivo de S.to António e a construção, em curso, do novo Estádio dos Barreiros, ascenderá de forma significativa os seus associados, elevando assim, esse número, para o equivalente ao total de contribuintes da Região (245 mil). Foi tornado público que para além dos terrenos cedidos para sua construção, o Governo Regional comparticipou em 40% do financiamento das obras do novo estádio (40% 36 milhões de euros).

Os Portugueses do continente, devido à conhecida alteração da Lei das finanças Regionais e o respectivo corte de verbas monetárias para a Madeira, ficaram impedidos de se juntarem na ampliação da massa associativa do respectivo clube. Corte de verbas que prejudicou na parte orçamental da construção, levando a que a volumetria das obras tivesse de ser forçadamente reduzida. A capacidade de lotação projectada (9 mil lugares cobertos) não abrangerá os 12 mil desempregados do arquipélago. Assim, parte dos desempregados sócios do Marítimo, madeirenses, contribuintes e eleitores Portugueses são vítimas de políticas continentais que denegrecem o futebol…
A partir de Novembro de 2010 com a conclusão das obras, inauguração e festividades do centenário, o Marítimo será o clube com mais sócios em Portugal (cerca de 245 mil), ultrapassando largamente os 170 mil do Benfica. Responsabilidades acrescidas terão os responsáveis do clube… A Champeões League não será apenas um dos sonhos do sonhador presidente do Marítimo, Carlos Pereira, será objectivo obrigatório!...
O Marítimo da Madeira Futebol SAD, para além do clube de todos nós Madeirenses, a curto prazo tornar-se-á a Religião oficial Portuguesa. Os jogos realizados na parte da manhã, na Madeira, inédito no mundo, substituirão, na TV, a celebração da Missa dominical… Deus no céu e o Marítimo na terra!!...
 
 
publicado por qvieira às 16:17 | link do post | comentar | ver comentários (1)
Related Posts with Thumbnails
Related Posts with Thumbnails

mais sobre mim

pesquisar neste blog

 

Agosto 2017

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

posts recentes

Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!

arquivos

tags

participar

twitter icons

subscrever feeds

blogs SAPO