Estádio do marítimo

Aquele que, no início, seria um projecto de turismo desportivo, e que por motivos alheios aos princípios a acautelar pela instituição, acabou por se extinguir. Aquele que, na altura, deixou comovida e escandalizada toda a massa associativa verde-rubra, dizendo-se traída pelas deslealdades derivadas da não cedência de terrenos por parte dos seus proprietários, que previamente por acordo e em fase de estudo, haviam prometido. Deixando, desta forma, clara suspeita de haverem sujeitos iludidos pela esfera do oportunismo mascarados de adeptos do clube. O imbróglio escandaloso criado à volta desta matéria e que tão mal ficou na fotografia, acabou por conduzir a preponderada promessa política à migração urgente do projecto para outros recursos alternativos. A sucedida novela, repleta de cenas dos próximos capítulos, para além de dividir adeptos do clube e cores políticas partidárias, misturou uma coisa com a outra. Toda esta sopa de agrião mal lavado acabou por conduzir à lógica prorrogação da conclusão da prenda centenária, prometida pelo governo ao clube. Ganhando, assim, a possibilidade de uma espécie de inauguração extraordinária que acompanhará as festividades do aniversário e que acontecerá, claro, antes da conclusão das obras. Acaba, também, a referida sopa, por colidir a execução dos trabalhos de investimento volumoso com a maldita crise que o país e a região atravessam, pondo em causa a aceitação da medida por parte dos madeirenses, nomeadamente os que vivem a situação de F grande, que podem ser mais dos que se possam imaginar...

 

Havendo a hipótese da provável implementação, por parte do governo, de portagens na via-rápida, que une a ilha toda, e de um aumento significativo no preço das entradas nos respectivos jogos, acabarão por ser os adeptos a pagar todo o desperdício acima descrito a dobrar! Foda-se…

 

 

Fotos da construção alternativa ao projecto: "Turismo desportivo"- Barreiros

 

 

 

Artigo criado ao abrigo da rubrica:

 

publicado por qvieira às 13:58 | link do post | comentar